26.7.09





















Não tenho dúvidas que vieste do Sol e desceu pelo primeiro raio que encontrou para que eu pudesse sentir tudo que sonhei.

Terminava ali, naquele instante o choramingo que meu coração insistia em manter ...
Nascia você
Menino anjo.
Anjo sem asas como você sempre diz
que na verdade não mora mais no céu
mas sim em nossa casa.
Eu diria Dentro da minha alma.

Reina Senhor absoluto em minha vida, ainda que na condição de príncipe.
E na certeza de sábio que sei que és, quando for gente grande, há de não carregar nenhum queixume de tempestades desta epoca ou de qualquer outra que possa nos tomar por ordem do destino.

Cresce meu filhotinho, mas sem pressa

para eu possa sempre carrega-lo em meus braços e

cantar para você dormir:
" vem neném, vem nanar,

quero ver seu soninho chegar

feche os olhos te amo para sempre "

3 comentários:

Lilian Gratti disse...

ôh Ká minha amiga...

até me emocionei.. q benção ser mãe!!!!

lindo o JP... tb pudera, com pais lindos... rs

Hj postei sobre GIRASSOIS no meu blog... e realmente não é fácil ser otimista, mas é nosso dever, pelo menos, tentar!

Bjs
da Li

e aparece no msn, to com saudade...

Eliete disse...

Hoje as homenagens são para o Lusco, seu anjo sem asas. O sorriso lindo, o olhar maroto que guarda um sonho secreto.
Parabéns João Pedro. Um abraço cheio de cócegas (daquelas que te fazem dar gargalhadas) e que a bênção de Deus seja sempre em você.
Antonio, tio Carlos e Tilete

. fina flor . disse...

ai, Ká, você é tão doce

até chorei lendo este post

te amo

beijos e saudades, de você e do anjo bombom

MM.